Representantes da Agricultura de Traipu participam de evento sobre plantio de palma forrageira em Batalha

Representantes da Agricultura de Traipu participam de evento sobre plantio de palma forrageira em Batalha

Representantes da Secretaria Municipal de Agricultura, Desenvolvimento Agrário e Pesca de Traipu, participaram nesta quarta-feira, 26, de Workshop que debateu a importância da palma forrageira como alternativa alimentar para o gado de corte e leiteiro no Semiárido alagoano.

A secretária de Agricultura de Traipu, Priscilla Palmeira, destacou a importância da atualização dos responsáveis pelo acompanhado dos agricultores e produtores rurais do município, que é o terceiro em extensão territorial de Alagoas.

Representaram Traipu no evento, o veterinário, Diogo Chaves, e o engenheiro agrônomo, Marcondes Leite. Eles são extensionistas em parceria com aAGRO 1 AGRO 2 AGRO 3 Emater e estiveram presentes no auditório do Campus do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), em Batalha, onde a cultura da palma forrageira ganhou destaque.

O evento foi realizado pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), e contou com  a presença do titular da pasta, Álvaro Vasconcelos, um defensor da cultura da palma forrageira. “A palma é a cultura que mais se adapta as regiões nordestinas, e a criação dessa rede de apoio é fundamental para o Estado de Alagoas e para os produtores rurais”, afirma Vasconcelos.

De acordo com o superintendente de Desenvolvimento Agropecupário da Seagri, Hibernon Cavalvante, o Semiárido é um bioma marcado por altas temperaturas e longas estiagens, o que cria uma condição favorável para o cultivo da palma forrageira.

Segundo ele, a palma é uma planta resistente à seca, rica em energia devido a presença de carboidratos e sais minerais solúveis e que rebrota rápido depois do corte, favorecendo famílias como uma nova renda e alimento para o gado.

 

Sobre o Autor

Poste um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*